Portal Terapia Espiritualista 
Simpatias que curam doenças
Simpatias que curam doenças

Vai dizer que você nunca colocou algodão na testa de um bebê para passar o soluço? As simpatias para curar doenças já fazem parte da rotina dos brasileiros, um dos povos mais supersticiosos do mundo.

Já que é assim, vamos relembrar as mais famosas.

Água de ameixa para curar prisão de ventre

A receita é simples: deixe ameixas secas dentro de um copo com água de um dia para o outro e, ao amanhecer, beba o líquido e enterre as frutas em um jardim. Cientificamente, a ameixa tem pectina, uma fibra que fica entremeada na casca e na polpa. Se a pessoa comer a fruta in natura, obterá o benefício. Por que só bebemos a água e depois enterramos o resto. Isso é um mistério que nunca será desvendado. Mas, costuma funcionar…

Tome um susto que o soluço passa

Que atire a primeira pedra quem nunca deu um susto em alguém com a desculpa que tal brincadeira é excelente para acabar com o soluço. Mas, este hábito também tem uma explicação científica: O soluço é resultado do estímulo involuntário dos músculos da respiração levando a uma inspiração não sincronizada. Com o susto a pessoa passa a ter uma inspiração rápida, cessando o processo. Já se o soluço vem de um bebê, um pedaço de linha vermelha umedecida pela saliva da mãe e colocada sobre a testa da criança daria conta do recado. Não há explicação para essa simpatia, porém o fato de a criança receber atenção pode ajudar a melhorar o soluço.

Batata na testa para curar a enxaqueca

Cortar uma batata grande em rodelas finas, dispondo-as sobre a testa e as têmporas; depois, cobrir o rosto com um pano úmido e ir descansar em um quarto escuro. Funciona? Em parte. A enxaqueca é uma manifestação de dor de cabeça acompanhada pela sensibilidade à luz. Estar dentro de um quarto escuro já melhora o sintoma e a sensação térmica que o pano úmido proporciona ameniza a sensação de dor.

Aliança de ouro contra tersol

Ao olhar aquela pálpebra vermelha, em seguida costumamos olhar para os dedos, só para ver se alguém tem um anel. Mas, a ciência adverte que usar uma aliança de ouro de uma viúva, como o costume, esfregando-o na roupa e tocando o terçol três vezes não irá auxiliar na cura. Essa infecção da pálpebra é chamada pelos médicos de hordéolo e é causada por bactérias (Staphylococcus aureus).