Portal Espiritualista
Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Translate to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese
ONLINE
3


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Esposa surda


Um homem foi ao médico para ver se ele poderia ajudá-lo com o problema de sua esposa, com qual vivia a muitos anos. Esse problema já estava interferindo no relacionamento do casal.
– Qual o problema de sua esposa ? Disse o médico.
– Surdez. Não ouve quase nada.
– Então o senhor vai fazer o seguinte: antes de trazê-la, faça um teste para facilitar o diagnóstico. Sem ela olhar, o senhor, a certa distância fala em tom normal, até que perceba a que distância ela consegue ouvi-lo.
E quando vier – diz o médico – dirá a que distância o senhor estava quando ela o ouviu. Está certo ?
– Certo, combinado então.
À noite, quando a mulher preparava o jantar, o marido decidiu fazer o teste.
Mediu a distância que estava em relação à mulher. E pensou: “Estou a 15 metros de distância. Vai ser agora”.
– Maria, o que temos para jantar ? – não ouviu nada. Então aproximou-se a 10 metros.
– Maria, o que temos para jantar ? – nada ainda. Então, aproximou-se mais 5 metros.
– Maria, o que temos para jantar ? – Silêncio ainda.
Por fim, encosta-se às costas da mulher e volta a perguntar:
– Maria! O que temos para jantar ?
– Frango, meu bem… É a quarta vez que te respondo!

Como percebem, muitas vezes achamos que o problema ocorre com os outros, quando na realidade o problema é nosso, só nosso… 
Temos a mania de corrigir os outros e não ver os defeitos que estão em nós. Tentamos orientar, corrigir, direcionar os outros e não olhamos para dentro de nós mesmo. Enxergamos os limites, os problemas, as maldades, os medos a intolerância dos outros e não vemos os nossas próprias limitações e imperfeições . É fácil julgar o outro, mas é muito difícil assumir nossas próprias falhas.
As vezes achamos que Deus não ouve nossas orações, mas quando nos aproximamos dele percebemos que o erro sempre esteve em nós, por não ouvirmos o que ele diz. 
Ele fala conosco e achamos que ele não nos responde, porque não aceitamos o que ele nos diz. Queremos que a resposta dele seja a mesma que nós temos a respeito das coisas. Queremos ter razão em tudo e quando dá errado ainda culpamos a Deus.